Notícias Tissue no Mundo

Kimberly-Clark dos EUA já usa software para avaliar seus funcionários

A avaliação dos funcionários é uma das formas de garantir a produtividade da empresa. Essa metodologia foi revolucionada em 1954, quando Peter Drucker lançou seu livro “The Practice of Management”, criando a administração por objetivos. Nela, ele inverte conceitos clássicos, valorizando o planejamento e a avaliação. Esses conceitos evoluíram, naturalmente, ao longo das décadas. 

kimberly-clark

Hoje as organizações de qualidade fazem planejamentos anuais, com avaliações de pessoal e metas em período semelhante. Isso está mudando. Uma reportagem publicada no final de agosto pelo The Wall Street Journal dá conta de uma nova realidade. A Kimberly-Clark, gigante multinacional da área de cuidados pessoais, implantou um novo software que permite analisar o progresso dos funcionários e expõe rapidamente quem não está dando os resultados esperados. Com isso, a rotatividade é o dobro do que era há dez anos. Cerca de 10% dos empregados na fábrica dos Estados Unidos deixam a empresa a cada ano, voluntariamente ou não, segundo a Kimberly-Clark.

Com isso, as metas podem ser personalizadas, calculadas mensalmente e a avaliação é feita no mesmo prazo. Na esteira da multinacional norte-americana, outras empresas como General Electric já substituíram as avaliações anuais por feedbacks mais frequentes. Em junho, a Coca-Cola lançou mundialmente um novo programa de gerenciamento de desempenho que recomenda “reflexões” mensais sobre cada empregado.

Os sistemas permitem que os gerentes acompanhem o desempenho dos funcionários através de planilhas e corrijam erros e apontem necessidades com rapidez.  As lideranças de todos os níveis deverão estar atentas, pois seu trabalho também será avaliado a partir dos resultados obtidos nos escalões abaixo.

amanha