fbpx


Banner Animado Valfilm Portal Tissue Online
Banner Incape Portal Tissue Online


Notícias Tissue no Brasil

Kimberly-Clark Camaçari: Expansão promissora e maior participação no mercado nordestino são metas até 2015

image_preview

Inauguração da Fábrica, em Julho de 2013, contou com a participação do governador da Bahia, Jaques Wagner.

Em Junho de 2013 foi inaugurada a fábrica da Kimberly Clark em Camaçari, a primeira planta no nordeste e a quinta no país. A Kimberly Clark Brasil é líder no mercado com marcas renomadas como Papel Higiênico Neve, Absorventes Intimus e Fraldas Huggies Turma da Mônica.

O objetivo da companhia é igualar a sua participação no mercado nordestino ao que já foi conquistada em outras regiões do país. Segundo João Damato, presidente da K-C: “O Nordeste é o maior mercado consumidor em importantes categorias que atuamos como Cuidados Infantis e Femininos” e “A nossa ambição é que todas as divisões tenham o mesmo peso nos negócios da Companhia”, finaliza. Damato deixa a companhia em 2013, e quem passará a presidir a empresa é Sérgio Cruz, 47, que também já dirigiu a Kimberly nas Filipinas, na Venezuela e no Equador.

Camaçari, fica próxima ao Polo Petroquímico e também da cidade de Salvador; foram investidos R$ 100 milhões de reais na construção da nova unidade e foram gerados mais de 1800 empregos diretos e indiretos, incentivando a economia local, cerca de 60% são moradores de Salvador e de cidades ao redor; a fábrica terá 100% de sua produção direcionada para o Nordeste.

A unidade conta com centro de distribuição próprio e com isso, a logística passa a ser melhorada em todo o nordeste. A empresa já contava desde 2008 com um outro centro de distribuição, instalado em Recife; a ideia é que trabalhem juntos e atinjam excelência logística de abastecimento da região.

K-C Camaçari: 22 mil metros quadrados

K-C Camaçari: 22 mil metros quadrados

A escolha de Camaçari está em grande parte relacionada ao polo, que foi inaugurado em 1978 com investimentos superiores a 16 bilhões de dólares e tem previsão de aportes de mais 6,2 bilhões até 2015. Sozinho, o polo responde por 20% do PIB estadual da Bahia e reúne mais de 90 empresas químicas, petroquímicas; e ao seu redor, diversos ramos como indústria automotiva, celulose, metalurgia de cobre, têxtil, fertilizantes, energia eólica, bebidas e serviços.

Vários estudos e teses comprovam que o complexo promoveu melhoras na economia do Estado e desenvolveu a região metropolitana de Salvador, especialmente em urbanização e serviços.

A expectativa é de que a produção local possa alavancar mais vendas no Nordeste, avalia Carolina Kourroski, diretora da divisão Norte/Nordeste. A região já é a maior consumidora de fraldas geriátricas e absorventes femininos, e com a presença da K-C estamos mudando alguns hábitos de consumo. O papel higiênico de folha dupla, que era pouco usual, já corresponde a 20% do consumo na categoria. “Pretendemos que em 2015 ele ocupe 40% do mercado.

 

Tissue Online
Informações da Assessoria de Imprensa K-C