fbpx
NotíciasTissue no Brasil

Enzimas Biodegradáveis diminuem custos com refinação na fabricação de papel

Além da redução de custos com energia no processo de refinação, as enzimas biodegradáveis melhoram a qualidade e a resistência das fibras melhorando também a qualidade do produto final!

Todos nós sabemos que o processo de produção de papel pode envolver determinadas complicações que por sua vez podem gerar consequências negativas depois de o produto já estar finalizado.

Os químicos para a fabricação de papel são de extrema importância no processo produtivo, seja no preparo da polpa, no branqueamento, nos aditivos, etc., por esse motivo necessita-se averiguar com cautela a adição dos componentes químicos na água, de tudo, é importante deixar claro que esses resíduos tóxicos podem prejudicar seriamente o ambiente uma vez que descartados de forma incorreta.

Mas o maior dos problemas não está aí e sim em uma etapa do processo produtivo que torna mais custosa a operação, o refino!

O refino influencia de modo significativo as características chave que desejamos obter no produto final e para isso, o processo modifica o potencial da resistência das fibras. O refino acontece sob dois fatores, por um lado ele acontece através da ativação das fibras e, por outro lado, pela alteração sistemática no espectro do seu comprimento. Somado a escolha adequada das matérias-primas, a refinação tem a maior influência sobre a qualidade da matéria-prima.

É importante destacar que este processo pode ser feito de duas formas, seja em baixa consistência (LC) ou em alta consistência (HC), e até mesmo com a combinação de ambos a depender dos requisitos do produto final.

O grande problema é que todo esse processo demanda uma grande quantidade de energia, o que ocasiona em altos custos para o processo produtivo como um todo, encarecendo por sua vez o produto final.

Muitas empresas têm buscado alternativas para reduzir ao máximo o consumo de energia elétrica no processo de refinação e a grande solução que estas empresas encontraram é a utilização das enzimas, que promovem a redução da amperagem, entre outros benefícios, como menores danos nas fibras, melhor formação da folha, aumento da vida útil dos discos mas sem dúvida a economia de energia!

A Biolub é uma fabricante de químicos utilizados na fabricação de papel e é uma das maiores especialistas na fabricação de enzimas para o processo de refinação na produção de papel.

A empresa produz inúmeras enzimas para cada etapa do processo de fabricação, e para o refino, a Biolub conta com a Sutax Enzima 405 AR que basicamente é um composto enzimático biodegradável auxiliar de refinação.

O Sutax 405 AR é desenvolvido para atuar como auxiliador de refinação de fibras de celulose. Para promover a hidratação das fibras antes do refinador. O Sutax 405 AR possibilita a economia de amperagem no processo de refinação, bem como aumento de drenagem no processo de formação da folha. Economiza vapor na secagem e aumenta a velocidade da máquina de papel.

Para atender qualquer demanda, a Biolub conta com embalagens de 20 lts, 50 lts, 200 lts e 1000 lts.

Se você quer saber mais sobre as soluções enzimáticas da Biolub específicas para a fabricação de papel, acesse o site da empresa https://biolub.com.br ou ligue para (15) 3335 3030. Para o mercado de papel a Biolub conta com as seguintes enzimas:

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Baixe nosso e-book!

Conheça OS PRINCIPAIS fabricantes de papel tissue do Brasil e suas capacidades produtivas.

Este levantamento apresenta os principais fabricantes de papel tissue no Brasil em ranking definido por capacidade produtiva instalada.