Notícias Tissue no Brasil

Empresas estreantes trazem tecnologia de ponta em segmentos como celulose e colas industriais

Companhias como a Pöyry e Adecol chegaram pela primeira vez na Tissue World com fôlego e equipes preparadas para ganhar mais mercado no segmento de papéis tissue.

papel_higienico_rep

“Trouxemos uma equipe de especialistas para mostrar ao mercado de que maneira podemos ajudar as empresas do segmento alcançarem seus objetivos de negócio”, diz a diretora de Processos Industriais da Pöyry, Marcia Mastrocola. A Pöyry é uma multinacional finlandesa de consultoria e serviços de engenharia com clientes em cerca de 50 países, e que desenvolve anualmente mais de 10 mil projetos no segmento de celulose e papel. Manoel Neves, gerente de Estudos Econômicos da empresa, apresentou na quinta-feira (1/6), estudo sobre o mercado brasileiro de papéis sanitários sob a perspectiva da oferta e da demanda, durante o Congresso Tissue World.

sao paulo

Representando outra companhia que expõe pela primeira vez, o gerente comercial da Adecol, Fernando Cardoso, explica que a estreia é uma maneira de se aproximarem cada vez mais desse mercado. “A Adecol está com uma linha completa adaptada para o tissue e para as máquinas mais rápidas do segmento. As aplicações vão desde tubete e transferência até rabicho e laminação” explica. A meta da companhia é possuir 30% do mercado até o início de 2018.