Celulose Notícias

Eldorado tem Araraquara como ponto estratégico no transporte de celulose

Em 12 meses de operação, 160 mil toneladas de celulose, produzidas no Mato Grosso do Sul,  já passaram pela cidade

Araraquara está no centro de uma grande operação logística para levar celulose de uma fábrica no Mato Grosso do Sul para países como China e Vietnã. Antes de cruzar oceanos, a matéria-prima passa pelo terminal de cargas de Araraquara e segue em contêineres até o Porto de Santos, no litoral sul Paulista.

Desde Setembro de 2018, a Eldorado Brasil Celulose, em Três Lagoas (MS), responde por toda carga abastecida no terminal. Em praticamente 12 meses de operação, 160 mil toneladas de celulose passaram pela cidade – cerca de 550 contêineres por mês.

Logística

A matéria-prima, utilizada na produção de papel, percorre 450 quilômetros em caminhões até chegar a Araraquara. Em seguida, é transferida para contêineres, que seguem até Santos.

Com o uso da ferrovia, cinco mil caminhões deixam de seguir até o litoral paulista por ano.

O gerente-geral de logística da Eldorado Brasil Celulose, Flávio Da Rocha Costa, explica que Araraquara é estratégica porque fica bem centralizada no interior de São Paulo. “Ao invés de percorrer todo este caminho, com a necessidade de enviar 5 mil caminhões para Santos, conseguimos transportar isso através de contêiner; muito mais prático e muito mais produtivo”, diz.

Como seria

Calculando esse trajeto, para levar 50 contêineres seriam necessários entre 30 e 50 caminhões. Porém, esta quantidade é possível em uma única viagem de trem.

Sem o terminal de Araraquara para fazer este meio-campo, os caminhões precisariam transportar a celulose até o Porto de Santos e voltar até a empresa no Mato Grosso do Sul; esta operação levaria entre 3 e 5 dias.

Flávio da Rocha Costa justifica que a economia com a utilização da ferrovia é baixa, algo em torno de 1% a 2%. Porém, segundo ele, o foco principal da empresa é com a produtividade e com a redução na contratação de caminhões. “Então, eu reduzo a quantidade de caminhões, reduzo a necessidade de transporte dentro desta operação, e também faço um transporte efetivamente melhor, quando a gente fala de sustentabilidade”, explica.

Mercado

Até 2015, o Brasil era o quarto maior produtor de celulose do mundo. De toda produção da Eldorado, 84% vão para o mercado externo e apenas 14% permanecem no país. De tudo que é produzido, 8% passam pelo terminal ferroviário de Araraquara. A cidade também representa 30% de toda carga embarcada em contêineres.

Para este ano, o mercado projeta uma produção de 37 milhões de toneladas de celulose. Deste total, 1,7 milhão de toneladas produzidas pela Eldorado.

“É um mercado em franco crescimento; é um mercado que cresce de um milhão a dois milhões de toneladas ao ano. Então, a gente tem que se preparar para atender esse mercado.”, finaliza Flávio Da Rocha Costa.