Notícias Tissue no Brasil

DIGITAL TISSUE™: Fábrica inteligente e interconectada de ponta a ponta

O marco de um futuro que começa agora se chama integração máxima: de sistemas da cadeia de fabricação à distribuição. Fabio Perini apresenta sua visão rumo à evolução sem fronteiras de geração de valor para clientes do mercado global de conversão e empacotamento de papel tissue.

A proposta é criar uma nova cultura na indústria do tissue, inspirando e guiando os fabricantes com uma visão inovadora rumo à produção largamente automatizada, mais eficiente em todas as frentes. Essa visão está alicerçada em três pilares essenciais: máquinas, aplicações e serviços inteligentes. Tudo estritamente conectado e projetado para pavimentar a nova indústria com base em plataforma digital integrada, denominada de Indústria 4.0.

Crucial nesse novo paradigma industrial, a capacidade de conexão e troca de informação entre máquinas, chamada de Internet das Coisas (IOT), permite potencializar o acesso às informações precisas graças a correções de rumo online em tempo real entre as cadeias de fornecimento-produção-distribuição.

Fabio Perini responde a esse desafio do terceiro milênio desenvolvendo máquinas que aprendem, operando em rede para otimizar o ciclo produtivo em patamares nunca antes imaginados. “Somos movidos pelo desejo de dar respostas efetivas às necessidades dos nossos clientes, mas também pela ambição de experimentar caminhos nunca antes percorridos e encontrar soluções conjuntas geniais que cada nova ideia tem o potencial de trazer”, afirma Dineo Silverio, presidente da Fabio Perini Ltda.

Há pelo menos quatro razões para abraçar a mudança que já está batendo à porta. O novo modelo de gestão proporciona:

Distribuição ideal dos processos de criação de valor. Isso conecta todos os parceiros, fornecedores e clientes numa estrutura com hierarquias mínimas, o que leva a baixos custos de complexidade e, consequentemente, a uma margem total maior;

Administração ideal de funcionalidades e serviços na arquitetura do sistema cibernético. Isso leva a efeitos em escala e maior adaptabilidade das funções durante todo o ciclo de vida de sistemas técnicos;

Previsão de cenários baseados em big data e rastros digitais. Isso proporciona a base para alta produtividade e agilidade em sistemas complexos de criação de valor;

Interface homem-máquina mais interativa e adaptável, com capacidade de autoaprendizagem, integrando colaboradores, simplificando operações, acelerando processos e eliminando desperdícios.

Mas como alcançar na prática esse novo patamar de inteligência industrial? A integração de dados é a saída e um dos principais desafios para viabilizar a Indústria 4.0. Nesse sentido, os maiores investimentos tem sido direcionados ao consumo inteligente de energia, otimização da cadeia de fornecimento em tempo real, monitoramento e controle remoto, qualidade e gestão de desempenho.

Especificamente, a gestão de desempenho digital pode servir de porta de entrada para a fabricação inteligente devido às suas exigências mínimas de recursos e soluções rapidamente implantáveis. O que acelera os processos de gestão Lean existentes e ajuda a formar uma capacidade e mentalidade orientada por dados, estabelecendo a base para tecnologias digitais mais avançadas. As principais conquistas podem ser resumidas como:

Rede horizontal: o uso da Internet das Coisas em sistemas de criação de valor em diferentes empresas no mesmo estágio, do fornecedor ao consumidor.

Integração vertical: mudança de arquitetura da máquina de um sistema mecatrônico para um sistema cibernético. Máquinas ou ferramentas, então, se comunicam virtualmente com outros sistemas de forma direta, verticalizada, num nível técnico do sensor ao sistema de tomada de decisão.

Otimização em tempo real de sistemas complexos de criação de valor, processando big data e usando dados para fazer correções atuais de rota e planejamentos.

Fabio Perini encara com prazer o desafio de desenvolver e promover esse novo paradigma industrial junto aos seus clientes, fazendo bom uso das conquistas tecnológicas descritas, formando um nível de eficiência sem precedentes de linhas de produção com máquinas precisamente coordenadas que utilizam softwares, serviços ao cliente e análises automáticas de dados. É o nascimento de um novo conceito da indústria. Ao interpretar e compartilhar essa visão Digital Tissue™, o objetivo é capacitar os clientes, criando uma rede de fábricas interconectadas em que a automação e gestão de dados online serão a chave para o sucesso, considerando os três componentes da eficácia geral do equipamento (OEE): produtividade, disponibilidade e qualidade.

Digital Tissue™ é um conceito desenvolvido principalmente para criar uma rede eficiente abastecida com dados e informações de todas as máquinas da Fabio Perini distribuídas pelo mundo. Um registro completo de dados relacionados às tendências de produção dos clientes com índices de desempenho e fornecimento, os quais representam a melhor solução para dominar uma grande variedade de tarefas que passam a ser automatizadas, como manutenção preventiva, pedidos automáticos de peças de reposição, treinamentos para os operadores orientados por dados e linhas de produção autorreguláveis.

Resultado: otimização de recursos, incremento da qualidade dos produtos/serviços, custos reduzidos, gestão de risco com mais previsibilidade e controle, transparência de gestão baseada em dados e alertas em tempo real. “O objetivo final é um só: aumentar a performance dos clientes. Isso permitirá que os fabricantes incrementem sua força de marca e competitividade no varejo e mantenham uma experiência cada vez mais positiva para seus próprios clientes”, destaca o presidente para a região latino-americana. Ao oferecer a solução completa, a Fabio Perini acompanha todas as fases de desenvolvimento, desde a ideia inicial até o produto acabado, sendo o único fornecedor de soluções ponta a ponta para conversão e empacotamento de papel tissue da América do Sul. A parceira comercial ideal para quem busca inovação, crescimento e distinção.

Comente com Facebook

Comentários