fbpx




Banner Incape Portal Tissue Online
Banner Animado Valfilm Portal Tissue Online

Celulose Notícias

Demanda por papel e celulose caminha para normalização

Análise do Banco Credit Suisse aponta que a demanda de celulose no Brasil chegou a um bom patamar em agosto

De acordo com o Credit Suisse, a demanda por celulose no país cresceu no último mês e agora segue rumo à normalização, levando em conta a demanda histórica do segundo semestre.

Assinado pelos analistas Caio Ribeiro e Gabriel Galvão, o relatório aponta que a demanda de celulose no Brasil chegou a um bom patamar em agosto. Já na Europa, as cotações seguem pressionadas em virtude da lenta recuperação da demanda, enquanto na Ásia, a alta dos preços em Xangai foi acelerada por uma alteração de política nos contratos futuros.

Para os analistas, o mercado consumidor na América Latina aumentou as encomendas mensalmente e até os mercados mais afetados tendem observar alta nos volumes. Além disso, ressaltam que o segundo semestre é historicamente marcado por forte demanda. A lenta reabertura da economia e os estabelecimentos comerciais ampliando o horário de funcionamento no Brasil devem recuar o nível de preocupação registrado no segundo trimestre deste ano.

Demanda por papel e celulose caminha para normalização

Os analistas também observam que, como as negociações de celulose seguem o índice Foex europeu do mês anterior, os preços seguem inalterados na região. A celulose de fibra curta de eucalipto no Brasil está estável, na faixa de US$ 510 a US$ 680 a tonelada, e na América Latina, o preço máximo chega até a média de US$ 530.

O mercado de futuros Xangai, na China, anunciou que mudou sua política a fim de possibilitar que a celulose de eucalipto estocada em armazéns de fábricas conte como mercadoria para contratos de futuros, desde o último dia 1º de setembro. Em resposta, fornecedores canadenses subiram o preço da celulose de fibra longa para US$ 625 a tonelada no país asiático.

Na última semana, a diferença entre os preços da celulose de fibra curta e de fibra longa disparou na China, onde os preços da fibra longa estão subindo acentuadamente na recuperação do mercado de futuros. A agência de notícias Fastmarkets Risi menciona o valor de US$ 580/t, uma alta de US$ 10 por tonelada. Na Bolsa de Xangai, os negócios dispararam na segunda, 7, e na terça-feira, 8, e, ainda que as cotações tenham recuado, permaneceram em patamares acima da última semana.

Isso também pode ser interessante 👇🏻
• Ecossistemas de inovação
• Lutepel apresenta o novo layout de suas marcas
• Próximo painel discutirá a indústria de tissue 4.0