fbpx

Banner Animado Adritz no Portal Tissue Online

Copapa Coronavírus Notícias Tissue no Brasil

Copapa ativa parcerias para promoção de solidariedade durante pandemia

copapa destacada

Fábrica de papéis sanitários do noroeste fluminense está promovendo ações solidárias para apoiar comunidades locais e famílias vivendo abaixo da linha da pobreza no conjunto de favelas de Manguinhos, no RJ

A Copapa (Companhia Paduana de Papéis), fabricante de papéis sanitários localizada no município de Santo Antônio de Pádua (RJ), está promovendo uma série de doações e parcerias para apoiar pessoas em situação de vulnerabilidade social. A empresa está comprometida com o combate à pandemia de Covid-19 e suas consequências sociais desde o início da determinação das medidas de distanciamento social no estado do Rio de Janeiro.

Importante fornecedora de papéis sanitários para as regiões sudeste, nordeste e centro-oeste do país, a Copapa adaptou rapidamente seus sistemas de produção e distribuição, de acordo com as orientações da OMS (Organização Mundial de Saúde) e Ministério da Saúde, para promoção da segurança dos colaboradores e da garantia do abastecimento da população.

“Nossa força de trabalho está protegida com todas as medidas de segurança possíveis, mas entendemos que nossa responsabilidade vai além dos muros da empresa. Não tem como fechar os olhos para a situação de vulnerabilidade social e econômica que se encontram inúmeras famílias. Em um momento como esse, a união entre a inciativa privada, poder público e organizações não governamentais é o melhor caminho para a proteção do bem-estar social, por isso, procuramos parcerias para atuar em uma rede de solidariedade que tem potência de atendimento muito maior do que ações isoladas”, diz Fernando Pinheiro, diretor-presidente da Copapa.

DOAÇÕES DE ALIMENTOS E PRODUTOS DE HIGIENE

O Hospital Hélio Montezano de Oliveira e os asilos Nossa Sra. do Carmo e Lean, do município, foram os primeiros a ser beneficiados com doações de estoques de papel higiênico, papel toalha e guardanapos. O asilo também recebeu cestas básicas para garantir a alimentação dos moradores.

Em parceria com organizações de assistência social do município, como prefeitura, igrejas e Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais), a empresa já destinou a doação de 15 toneladas de alimentos para famílias em situação de vulnerabilidade social e econômica da região. As parcerias para doações serão mantidas de acordo com a necessidade das famílias.

PRODUÇÃO E DOAÇÃO DE MÁSCARAS CASEIRAS

A empresa contratou costureiras da comunidade que estavam com atividades paradas para a confecção de máscaras de proteção para uso de seus colaboradores e para doação para a comunidade local. 4 mil máscaras já foram distribuídas e a produção poderá será aumentada, de acordo com a demanda da população.

MÚSICA QUE ACOLHE

Como forma de envolver a população local na corrente de solidariedade promovida pela empresa, a Copapa convidou artistas de sucesso regional para se apresentarem em uma live solidária, transmitida em redes sociais. O projeto “Música que acolhe” apoiou vários artistas locais e foi liderada pelos cantores Junior&Gustavo e Mauro Teixeira e contabilizou uma audiência de cerca de 70 mil pessoas.

Além das quatro toneladas e meia de alimentos doadas pela própria empresa, a live arrecadou mais seis toneladas, além de 1.300 máscaras, 1.500 luvas de proteção, 1.000 kits de higiene bucal, 75 unidades de álcool em gel e 75 unidades de materiais de limpeza. A mobilização também arrecadou cerca de R$ 10 mil em dinheiro, que foram destinados à classe artística do município.

PARCERIA COM A FIOCRUZ

No intuito de estender as ações de solidariedade para comunidades do Rio de Janeiro, a Copapa estabeleceu parceria com a Fiocruz, que coordena iniciativas de apoio humanitário ao conjunto de favelas de Manguinhos, região onde está localizada sua sede. A empresa garantirá o abastecimento de papéis sanitários para 6 mil famílias que vivem abaixo da linha da pobreza, durante três meses.

RESPONSABILIDADE SOCIAL NA EMPRESA

O Código de Defesa do Consumidor classifica o papel higiênico como artigo de primeira necessidade, por ser item indispensável de higiene pessoal. Para garantir o abastecimento da população e ao mesmo tempo proteger a saúde dos colaboradores de toda a cadeia de produção e distribuição, a Copapa adotou todas orientações das autoridades de saúde, no que se refere a práticas de higiene e limpeza, uso de máscaras e luvas de proteção e distanciamento de pelo menos um metro entre os trabalhadores.

Os funcionários considerados grupo de risco ou com sintomas de gripe foram afastados das atividades laborais imediatamente, e os que atuam nas áreas administrativas seguem em sistema de trabalho home office. A empresa não reduziu o quadro de colaboradores e mantém os salários em dia.

SOBRE A COPAPA

A Copapa (Companhia Paduana de Papéis), localizada em Santo Antônio de Pádua (RJ), foi criada em 1960 e se tornou a maior produtora de papel para fins sanitários do Rio de Janeiro, com capacidade instalada de aproximadamente 58 mil toneladas/ano. Ao longo da última década, a empresa vem investindo no fortalecimento de sua governança, na modernização de processos e na promoção de uma gestão comprometida com o crescimento dos negócios, com responsabilidade socioambiental. A Copapa opera de forma rigorosa em relação às legislações ambientais e tem como propósito criar soluções sustentáveis no presente para assegurar o futuro, adotando práticas inovadoras ao longo de todo o ciclo de vida dos produtos.

LEIA TAMBÉM: