Notícias Tissue na América Latina

Consumidores vítimas do caso de cartel no Chile serão indenizados

Em uma apresentação perante a Suprema Corte, o diretor Lucas Del Villar disse que a maioria dos pagamentos seria feita via Conta RUT

Um ano e três meses se passaram desde que a Sernac, a CMPC Tissue e as associações de consumidores Conadecus e Odecu chegaram a um acordo para compensar os consumidores afetados pelo “conluio de papel tissue”, dirigido pelo Tribunal de Defesa da Livre Concorrência (TDLC), entre La Papelera, ligada à família Matte, e a sueca SCA Chile, antiga Pisa.

No entanto, a data de pagamento da indenização, que seria de cerca de 7 mil pesos por cada cidadão maior de 18 anos afetados pelo ato anticoncorrencial, ainda não foi divulgada.

Segundo o El Mercurio, nesta quarta-feira foi dado um passo fundamental para o avanço do processo judicial. representantes da Sernac, CMPC, associações de consumidores e Mapuche argumentou antes da Primeira Secção do Supremo Tribunal no seu último encontro antes do julgamento final sobre o pagamento de procedimento de 7.000 pesos.

O diretor da Sernac, Lucas del Villar, juntamente com o pedido de rejeição da cassação, revelou em sua apresentação a possível metodologia que seria utilizada para pagamento se o recurso fosse negado.

Nessa linha, ele disse que seria principalmente através da conta RUT do Banco do Estado. Isso pagaria cerca de 58% dos afetados. Além disso, ao pagamento automático para o Instituto de Segurança Social (IPS) é indenizado a 17% das pessoas lesadas e após a inscrição em um site projetado para esta finalidade, compensar os restantes 25% das pessoas.

Fonte: Tele13

Comente com Facebook

Comentários