fbpx

Banner Animado Adritz no Portal Tissue Online

Notícias Tissue no Brasil

Conheça a trajetória de sucesso da Sertec20 do Brasil

sertec20destacada

Companhia celebrou 15 anos no mês de maio apostando em inovações para o mercado papeleiro

No dia 24 de maio de 2020, a Sertec20 do Brasil celebrou 15 anos de atividades no Brasil e na América Latina. No quadro Talk Tissue com Felipe Quintino, Ricardo Toigo, diretor geral da companhia, falou sobre a celebração dessa data e contou um pouco da trajetória da empresa no Brasil.

Para Ricardo, a empresa comemora 15 anos num cenário diferente do que gostaria, devido à pandemia do coronavírus, o que sugere mais uma vez a necessidade de reinvenção. “Muitas vezes, tivemos que nos reinventar, mudar um pouco a rota, passamos por um cenário bem complicado por algumas vezes, desde os dez anos iniciais, nós tivemos bastante dependência do processo de importação da nossa matriz, que é localizada na Espanha. A empresa foi fundada em 2005 e, justamente no mês de maio, nos dez primeiros anos, nós tivemos atuação em São Paulo, focando bastante a parte de trazer a tecnologia da nossa matriz, fazer a distribuição dos produtos aqui no mercado nacional e contar com assistência técnica, todo o suporte aos clientes”, fala, relembrando a história da Sertec até chegar à sua atual planta fabril, na cidade de Luiz Alves, em Santa Catarina.

“A Sertec da Espanha sempre teve um viés muito focado com relação a produtos específicos no setor de papel e celulose, principalmente no objetivo da fabricação do papel em si, foi assim até 2015, quando nós, por uma situação estratégica, definimos ir pra Santa Catarina, ainda não éramos indústria e sim fazíamos todo o processo da exportação, a Sertec operava como uma importadora das tecnologias da nossa matriz, de 2015 até hoje, nós estamos em Santa Catarina, porém, em 2018, nós tomamos uma decisão em conjunto com o board da Espanha de encerrar todos os processos de importação, o que nos gerou um trabalho gostoso de ser feito, que nós tivemos que criar uma nova fábrica, tivemos que buscar um novo site para adequar toda a parte de legislação ambiental, a fim de virarmos indústria, tivemos que fazer todo um redesenho da nossa estrutura interna, contratação de P&D (centro de pesquisa e desenvolvimento), controle de qualidade, enfim, todo um redesenho da estrutura da empresa contando de 2018 até os dias atuais”, relata.

No último ano, a Sertec tem investido fortemente em marketing e tecnologia, com a criação de novos produtos e novas marcas. “Justamente em 2018, quando nós começamos a fazer todo esse novo cenário da Sertec como indústria, nós tomamos o cuidado de fazer um projeto bem completo e bem minucioso, nós tínhamos já na cabeça que isso nos levaria a uma possibilidade de independência um pouco do P&D, que até então era dependente da nossa matriz. E nós tínhamos uma demanda já, nós trabalhávamos na parte de converting de tissue e tínhamos o desejo de aumentar um pouco não somente produtos, mas também trazer inovações que agregassem para os nossos clientes nessa parte de conversão”, afirma. A partir daí, iniciou-se um novo conceito de branding na empresa, com a criação de novas marcas. “Não apenas nomes de produtos, mas sim, marcas até mesmo com conceito corporativo, com identidade visual, onde a Tissue Online nos ajudou a fazer esse conceito também e, assim, demos início também a criação de cinco marcas de bastante destaque, que são as marcas de ponta da Sertec hoje no mercado: a Sersize, que são nossos adesivos de conversão; logo depois disso, foi a linha Sersplash, que são soluções para superfície de papel tissue; a linha Serzime, de enzimas; a linha Servol, um agente de bulk para papel cartão; e, por último a linha Serafilm, que também é uma linha bastante inovadora que a gente está colocando no mercado”, pontua.

 

Dentro dessas marcas que a empresa criou, trouxe diversas inovações para a indústria de tissue. “As primeiras marcas realmente foram bem focadas pra tissue, nós começamos pela conversão de tissue, inicialmente pelos adesivos, onde tivemos que fazer toda a formulação dos produtos aqui no Brasil. Então essa criação dessa nova fase aqui no Brasil em 2018, todo o nosso P&D teve que trabalhar muito nas formulações e modulações dessas fórmulas com produtos com matérias-primas nacionais e justamente um dos objetivos era tentar fugir do problema da desvalorização cambial.  Então, a linha dos adesivos, a Sersize, vem não apenas no contexto de volume na parte de consumo, como também nos dá uma flexibilidade, de fazer uma laminação colorida, com cheiro, sonhar um pouco em inovações, a linha é absolutamente dinâmica. Hoje, você consegue fazer uma laminação colorida, colorida com cheiro, esse cheiro pode ter uma fragrância encapsulada ou pode ter uma fragrância aberta, então depende muito da demanda que o cliente nos traz, porém, nós quebramos a caixinha, as formulações em si estão absolutamente aptas a receber essas tecnologias das diferentes formas possível”, garante.

Um dos diferenciais da Sertec está na automatização dos equipamentos que a empresa utiliza nas conversões. “Quando nós buscamos a marca Sersize, não é o contexto de oferecer o produto químico em si, o adesivo em si, mas o contexto sempre foi de oferecer uma solução completa aos nossos clientes. A solução completa passou não só apenas pelo produto químico, mas sim, uma demanda enorme que nós começamos a perceber na conversão das linhas do preparo desse adesivo, então hoje, nós colocamos os nossos equipamentos, eles conseguem automatizar 100% não só as diluições, os preparos dos nossos adesivos, como também conseguimos interligar todo o envio desses adesivos, alimentando automaticamente as linhas de conversão. Então, nós conseguimos tirar 100% as oscilações de qualidade, que o adesivo possa estar mais concentrado ou menos concentrado, isso pode afetar a qualidade final do produto também, assim, nós conseguimos uma homogeneidade brutal do produto final dos nossos clientes”, descreve.

Outra vantagem que a empresa fornece é com relação à assistência de manutenção preventiva e corretiva. “Hoje, a Sertec conta com uma estrutura robusta interna aqui no Brasil e que atende a América Latina também na parte de assistência técnica, então, num projeto desse, o cliente nunca vai estar sozinho, a gente vai estar acompanhando todo o start das linhas e depois a periodicidade nesse atendimento aos clientes também”, observa.

Além de ser referência no mercado de tissue, a Sertec20 do Brasil vem atuando fortemente para tirar o plástico da indústria do papel. “Realmente, o início foi trabalhar a parte de converting da tissue, só que nós nos deparamos também com outras demandas de mercado e nós atendemos todos os outros tipos de fabricantes de papel também, uma demanda crescente justamente no viés ecológico de tirar do mercado paper o plástico, substituindo o mesmo por fontes de preferência renováveis e biodegradáveis. Então, hoje eu tenho um grande orgulho de falar que a Sertec atingiu um nível tecnológico 100% comprovado, com a criação da nossa linha Serafilm, ela já está implementada em um mercado aonde nós contamos com impermeabilizantes e barreiras para substituição total do plástico”, encerra.

Para comemorar sua trajetória de sucesso, a Sertec20 do Brasil lançou o seu selo de 15 anos de atuação no Brasil, que agora integra a identidade visual da companhia e será usado em suas ações de marketing e comunicação.

Confira na íntegra o Talk Tissue com Ricardo Toigo, diretor geral da Sertec20 do Brasil:

Isso também pode ser interessante 👇🏻
• Sertec20 do Brasil celebra 15 anos de atividades no mercado nacional e América Latina
• Sertec20 obtém sucesso com impermeabilizantes e barreiras ecológicas
• Sertec20 do Brasil lança a identidade visual da linha Servol