Notícias Personal Care

Como equacionar um correto desempenho de fechamento de fralda

Nos perguntamos sempre, o que o consumidor quer e espera no desempenho de um sistema de fechamento? Este é o momento de colocarmos os sapatos dos convertedores do produto e da mamãe e do papai que carinhosamente transforma amor e afeto na necessidade e desempenho que precisamos entregar.

Hoje no mundo das fraldas, sejam elas para o público infantil ou adulto, não podemos deixar de falar sobre o sistema de fechamento, já que este é o que mantem a fralda posicionado no corpo do bebê, garante conforto e dá um caráter de sofisticação ao produto. Com o passar dos anos vimos em nosso mercado a evolução do sistema de fechamento adesivado para o sistema de fechamento mecânico.  O sistema de fechamento mecânico é composto por um frontal tape em tecido ou em não tecido e uma fita “hook”. Para a escolha de um bom sistema de fechamento mecânico não podemos deixar de falar sobre os testes que medem o desempenho desse conjunto, que são os testes de Shear (cisalhamento) e Peel (abertura). O pulo do gato nesta combinação é definir as corretas tecnologias que trazem o valor necessário ao usuário, ou seja, não mais e não menos. A palavra que orienta a definição da melhor combinação á adequado.

É fundamental que o sistema de fechamento tenha um bom resultado de shear, é através dos resultados desse teste que podemos saber se o sistema é adequado ou não para manter a fralda posicionada ao corpinho do bebê. Os movimentos do bebê de subir, descer, engatinhar exigem muito de todo o sistema. Também para os adultos, que utilizam fraldas descartáveis em diferentes graus de incontinência, movimentam-se e stressam todo o sistema.

 Já para o teste de Peel poderíamos dizer que este seria mais o sentimento da mãe no abrir e fechar a fita no frontal para um possível reposicionamento. Também, aqueles bebês curiosos, que no desfralde, irão tentar puxar a fita para arrancar a fralda. Há definições em manter integro o frontal de Não tecido após repetitiva abertura e posicionamento do “hook”. O frontal não pode soltar fibras e contaminar o hook.

Quando falamos no teste de Peel, temos no mercado três ângulos de medições distintos e bem conhecidos, Peel 90, Peel 135 e Peel 180. A escolha do ângulo de medição é muito importante para que seja evitado qualquer tipo de variação e de dúvidas com relação ao sistema de fechamento e ao funcionamento na fralda, lembrando que para cada ângulo distinto as especificações também são distintas.

Carinhosamente, a mamãe reposiciona ou trocar a fralda em um ângulo próximo a 90.

Nas diferentes fases do bebê, bem como nos diferentes tamanhos das fraldas, podemos desafiar-nos a entender se a mesma exigência de performance de um sistema de fechamento de uma fralda tamanho P também dever ser para a fralda tamanho G. Se pensarmos nessa possibilidade podemos também pensar em performance diferentes para esse sistema e com isso materiais diferentes e competitividade diferenciada.

Hoje a Parafix trabalha para atender todas as necessidades do mercado, fornecendo suporte técnico e garantia de um excelente sistema de fechamento, mecânico ou adesivado, em qualquer fase da utilização da fralda.

Consideramos importante a escolha do método para medir e escolher o melhor sistema, afinal, fralda que não permanece fechada, não será otimamente utilizada.

Mais está por vir…Até nosso próximo artigo!

Conheça as soluções da Parafix através do site https://www.aplix.com/pt  ou ligue para (19) 3881.7199

Comente com Facebook

Comentários