Notícias Tissue no Mundo

Com alta de 50% Navigator lucra 53.2 Milhões de Euros

A Navigator (ex-Portucel) lucrou de 53,2 milhões de euros, um aumento de 50% motivado pela venda do negócio de pellets nos Estados Unidos.

A Navigator (ex-Portucel) teve lucros de 53,2 milhões de euros no primeiro trimestre, quase mais 50% do que no mesmo período de 2017, divulgou  a empresa de celulose em comunicado ao mercado.

Segundo os dados da produtora de papel à Comissão de Mercados de Valores Mobiliários (CMVM), o EBITDA (resultado antes de impostos, juros, depreciações e amortizações) cresceu 23% para 111 milhões de euros devido ao “impacto positivo dos preços da pasta e papel e venda do negócio de pellets”.

A venda do negócio de pellets (concentrados de madeira utilizados como combustível) nos Estados Unidos, feita no primeiro trimestre, “representou um encaixe de 67,6 milhões de euros” e gerou “uma mais-valia de 15,8 milhões de euros”, pelo que o EBITDA sem a venda daquele negócio teria aumentado 8% para 101 milhões.

Já o volume de negócios caiu 2% para 385 milhões de euros, o que a empresa diz ter sido “afetado pela redução nos volumes de venda de celulose”, desde logo por um “conjunto de paralisações para manutenção nas fábricas de celulose que ocorreram ao longo do trimestre e que afetaram a quantidade de celulose disponível para venda no mercado”.

Por fim, entre Janeiro e Março, o endividamento líquido desceu 58,8% para 559 milhões de euros, o que a empresa atribui ao “encaixe com a venda do negócio de pellets assim com a forte geração de caixa registrada no período”.

O grupo diz ainda que está “numa fase de forte investimento […] associado à construção da nova fábrica de tissue em Cacia, ao aumento de capacidade na Figueira da Foz e a outros investimentos nas operações regulares de pasta, papel e tissue”.

Comente com Facebook

Comentários