Notícias Tissue na América Latina

Chile: CMPC deposita cheque de indenização de 158 milhões de dólares para o SERNAC

O valor foi depositado na íntegra para a conta do Serviço Nacional do Consumidor (Sernac)

Depois ter confirmado o procedimento de pagamento de indenização no caso de formação de cartel de papel higiênico, a CMPC tomou o depósito que fez em 2017 ao Banco Estado referente ao valor de 97,647,000 pesos.

O dinheiro, que tinha juros líquidos ganhou 2.156 milhões de pesos, e foi depositado na íntegra para a conta que permitiu que o Serviço Nacional do Consumidor (Sernac) fizesse a distribuição aos consumidores, de acordo com os prazos e mecanismos estabelecidos.

Assim, no total, a empresa depositou 99.803.556.533 pesos , equivalentes a cerca de 158 milhões de dólares.

Rafael Cox, procurador corporativo da CMPC, afirmou que “estamos entregando ao Sernac o valor total da restituição acordada, incluindo os juros líquidos gerados desde que o dinheiro saiu da empresa”.

Reiteramos que nenhum peso retornará à CMPC e confiamos que esse valor será devidamente distribuído entre todos os habitantes com mais de 18 anos de idade com uma carteira de identidade válida, como afirmou o Sernac”, disse Cox.

A empresa salientou que os 99,803 milhões de pesos equivalentes a cerca de 80 por cento dos lucros auferidos pela controlada CMPC Tissue entre 2000 e 2011, para o período determinado pelo Tribunal de Defesa da Livre Concorrência (TDLC).

“De acordo com a declaração do Sernac em janeiro de 2017, o montante for superior a coima mais elevada que pode ter sido exposto a empresa seis vezes por atos como auto-denunciados”, disse a CMPC em um comunicado.

Cox acrescentou que “sempre entendemos esse acordo como um ato de restituição e um passo fundamental no processo que ainda resta para tentar recuperar a confiança dos consumidores”.

Comente com Facebook

Comentários