CeluloseNotícias

Bracell é autorizada a comercializar energia renovável

A energia produzida pela termoelétrica e apta para operação comercial é gerada a partir dos extrativos da madeira de eucalipto

A Bracell foi autorizada a iniciar a comercialização de energia para todo o território nacional. A aprovação oficial foi emitida pelo ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico) e pela ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica).

A energia produzida pela termoelétrica e apta para operação comercial é gerada a partir dos extrativos da madeira de eucalipto – matéria-prima classificada como uma fonte verde, limpa e renovável, utilizada para produção de celulose. O volume excedente de energia é capaz de atender ao consumo de 750 mil residências, isto é, cerca de três milhões de pessoas, em um ano.

“Estávamos operando em período de testes, que após finalizados, foram submetidos para a aprovação dos órgãos competentes que, em prazo recorde, concederam a aprovação. Com isso, passamos a disponibilizar um excedente de energia de 150 MW e 180 MW para o Sistema Interligado Nacional”, comenta Daniel Bittencourt de Souza, gerente de regulamentação e comercialização de energia da Bracell, sobre o processo para a conquista da aprovação.

A produção desta energia verde tem outro diferencial importante: o uso da tecnologia GIS na subestação SE-440kV. “Trata-se de uma estrutura que comprime e compacta os equipamentos a gás (SF6) cujos principais benefícios são a redução na área de ocupação dos equipamentos, a oferta de alto índice de confiabilidade na conexão direta da Bracell com o SIN (Sistema Interligado Nacional) e os altos índices de disponibilidade na conexão elétrica de energia entre as cidades vizinhas à Lençóis Paulista, local onde fica a nossa fábrica. No segmento de celulose, a Bracell é a primeira no país a unir a conexão 440kV à esta tecnologia GIS”, explica o executivo.

A notícia está alinhada ao compromisso da fabricante de celulose com a sustentabilidade. A Bracell realizou investimentos em tecnologias para que a nova unidade gere valor ambiental positivo, destacando-se pela autossuficiência energética em matriz 100% renovável, com produção de energia verde e de qualidade.

O assunto tem sido discutido de forma ampla, já que a eliminação progressiva do uso de materiais como o carvão e outros subsídios ineficientes para os combustíveis fósseis foi destaque na COP 26 (Conferência das Nações Unidas sobre Mudança do Clima). Este foi o primeiro acordo climático da Conferência das Partes a fazer qualquer menção ao papel dos combustíveis fósseis, os maiores contribuintes para a crise climática de origem humana.

Além de usar biomassa 100% renovável como matéria-prima para produção do biogás, a Bracell emprega os mais avançados conceitos de controle ambiental e sustentabilidade, focando na redução do desperdício e no baixo consumo de água.

Fonte
Bracell
Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo