fbpx
NotíciasTissue no Brasil

“Banheiros mudam vidas” anuncia vencedores de programa com foco em saneamento básico

O projeto “Banheiros mudam vidas”, promovido pela marca de papel higiênico e lenços umedecidos Neve, da multinacional americana Kimberly-Clark. Pouco mais de seis meses depois, acaba de anunciar os vencedores do primeiro programa de aceleração com foco em saneamento do Brasil. Entre as iniciativas vencedoras: Taboa Engenharia, Biosaneamento, 10Envolver e Saneamento Básico Rural, e BioMovement (HomeBiogas — que já foi tema de um texto no InovaSocial — e Bio-Toilet).

“O problema de saneamento básico afeta a vida de milhões de pessoas no Brasil. Um projeto como o Banheiros Mudam Vidas é muito significativo para nós. Como marca, entendemos a importância da participação do setor privado em questões como essa e acreditamos que é possível trabalhar pela mudança dessa realidade. Ficamos muito orgulhosos com a possibilidade de conseguir levar mais dignidade a diferentes comunidades”, comenta Patrícia Menezes, diretora de Family Care da Kimberly-Clark.

Segundo dados do Instituto Trata Brasil, menos da metade (45,1%) do esgoto gerado no Brasil é tratado, sendo o restante descartado irregularmente no meio ambiente, impactando negativamente a saúde e agravando quadros de doenças como diarreia, febre amarela, leptospirose, malária, esquistossomose e dengue, principalmente. Em 2017, a incidência de internações por doenças como essas foi de 12,46 internações por 10 mil habitantes. Praticamente 35 milhões de cidadãos não recebem água tratada e 49% das moradias no país são atendidas por redes coletoras de esgoto. No Brasil, 2.126 municípios (38,2%) informaram ter Política Municipal de Saneamento Básico em 2017.

Com a participação de mais de 80 organizações com foco no desenvolvimento de soluções para a área de saneamento básico e que desenvolvem tecnologias para solucionar o problema de coleta e tratamento de esgoto, em sua segunda etapa, a iniciativa selecionou dez delas para uma aceleração de cinco meses com mentores especializados e com mais de 60 profissionais voluntários das mais diversas áreas de Kimberly-Clark. Ao final do processo, as finalistas apresentaram suas soluções para uma banca composta por executivos e especialistas do setor, durante sessões de pitch realizadas em São Paulo. Entre os jurados, destacam-se: Gustavo Schmidt, CEO Kimberly-Clark Brasil; Patrícia Menezes, diretora de marketing da Kimberly-Clark Brasil; Camila Farani, sócia-fundadora da G2Capital e um dos “tubarões” do programa Shark Tank Brasil; Gustavo Guimarães, CEO da Iguá Saneamento; Gesner Oliveira, professor do Departamento de Planejamento e Análise Econômica Aplicados à Administração PAE-Easesp/FGV e ex-presidente da Sabesp; e Édison Carlos,  presidente do Instituto Trata Brasil.

A banca levou em consideração relevância da solução para o contexto e o tema de tratamento de esgoto sanitários em áreas isoladas, efetividade da solução (viabilidade e tecnologia), potencial de escala do impacto (em termos de pessoas e/ou comunidades atendidas), sustentabilidade do modelo financeiro da iniciativa, potencial de construção de redes e parcerias, além de visão estratégica e capacidade de execução. Os quatro vencedores foram contemplados com um capital-semente de R$ 50.000,00 cada e mais seis meses de mentoria adicional. Confira a lista dos vencedores abaixo:

Banheiros mudam vidas anuncia vencedores de programa com foco em saneamento básico

BioMovement (HomeBiogas e Bio-Toilet): A iniciativa trabalha a implantação de sistemas HomeBiogas e Bio-Toilet em comunidades desconectadas da rede de esgoto tradicionais, que reduzem o volume de resíduos sólidos enviados para aterros sanitários e os gastos com operações de coleta e transporte, ao mesmo tempo que produzem de forma segura uma energia renovável. Como solução, o sistema traz um processo biológico sem oxigênio capaz de converter resíduos orgânicos (cascas de frutas, por exemplo) em energia, como gás de cozinha. A iniciativa foi idealizada por Amanda Benadiba e Aline Teixeira da Fonseca e Silva.

Biosaneamento: Criado há cerca de um ano, por Luiz Alberto Altmann Fazio e Marcel Boccia, o projeto traz a associação da intervenção com a solução do problema em regiões com falta de saneamento. O propósito é também a universalização do saneamento básico. Como solução para o desafio, o time trouxe o biodigestor de modelo chinês com anéis de concreto. Um dos objetivos é avaliar o contexto e o território para encontrar a forma de intervenção que melhor atende os moradores de cada região onde atuam.

Taboa Engenharia: A Taboa é uma empresa formada por dois engenheiros, Leonardo Adler e Tito Cals Lopes de Almeida, que propõem alternativas à centralização do saneamento em zonas isoladas. Eles acreditam que o tratamento tido como tradicional por todos os governos e poderes públicos não é a solução para se chegar à universalização; trazem o saneamento ecológico como solução para o projeto, que tem como objetivo realizar o tratamento do esgoto o mais próximo possível de onde ele é gerado, além de transformar os resíduos efluentes em algum subproduto.

10Envolver e Saneamento Básico Rural: O projeto 10Envolver, idealizado por Luís Ricardo de Souza Corrêa e Juliana Lemes da Cruz, traz como solução a fossa séptica biodigestora, que é um sistema de tratamento do esgoto doméstico, desenvolvido pela Embrapa, em 2003, para atender comunidades rurais. Esse sistema é composto por três caixas coletoras com 1.000 litros cada uma. Tais caixas ficam enterradas no solo, funcionam conectadas exclusivamente ao vaso sanitário e são interligadas entre si por tubos e conexões de PVC. O objetivo é garantir às comunidades rurais o acesso a um direito básico que é o saneamento básico.

Banheiros mudam vidas anuncia vencedores de programa com foco em saneamento básico

LEIA TAMBÉM:

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Baixe nosso e-book!

Conheça OS PRINCIPAIS fabricantes de papel tissue do Brasil e suas capacidades produtivas.

Este levantamento apresenta os principais fabricantes de papel tissue no Brasil em ranking definido por capacidade produtiva instalada.