Notícias Tissue no Mundo

As tendências para o Mercado Global de Tissue

Diretor de Tissue da RISI apresenta nova perspectiva sobre o mercado global de tissue 

Durante a RISI Latin American Conference, o diretor de tissue da RISI, Esko Uutela, fez uma apresentação sobre o mercado global de tissue. Esko ressaltou o forte crescimento da China onde acredita que deve se tornar no período de 2 anos, o maior produtor mundial de tissue, passando inclusive da América do Norte.

Até 2016 a produção global de tissue era de mais de 36 milhões de toneladas ao ano, desse total 25% produzido pela América do Norte, 21,3% na China e 11,1% na América Latina.

O mercado mundial vem crescendo em uma média de 4% ao ano. Na América Latina o crescimento varia muito devido à instabilidade econômica dos países na região. Colômbia e Argentina passam por uma boa recuperação, o Peru vem se despontando muito bem na região sendo um dos principais mercados.

 O Brasil que está saindo de uma forte crise ainda sim está crescendo e é o principal mercado da América Latina.

O negócio global de papel tissue se baseia no custo da celulose e os preços no mundo todo estão elevados, pressionando as margens das empresas que não conseguem repassar os preços aos clientes.  Haverá uma restruturação no mercado mundial de papel tissue com algumas consolidações de empresas e muitas empresas encerrando suas operações. Esko apontou que empresas mais velhas que não investiram em tecnologias não conseguirão sobreviver nesse novo cenário do mercado de papel tissue.

Um exemplo da mudança no cenário podemos ver com a estratégia da Kimberly Clark que está deixando a Europa um mercado já maduro onde quase não há mais crescimento, e isso pode acontecer com mais empresas. Há uma forte tendência de integração para o mercado de papel Tissue e começamos a ver isso no Brasil com a Suzano Papel e Celulose.

Comente com Facebook

Comentários