fbpx

Banner Animado Valfilm Portal Tissue Online

Banner Animado Adritz no Portal Tissue Online

Notícias Tissue no Mundo

Após aumento na demanda, setor de papel tissue permanece forte

As compras por pânico no início da pandemia aceleraram a produção de papel higiênico em El Salvador; quatro meses depois, o mercado permanece fortalecido

O início da quarentena em decorrência da pandemia de Covid-19 foi marcado por um aumento na demanda por papel higiênico. Quatro meses depois, o setor permanece forte.

As compras por pânico no início da pandemia aceleraram a produção de papel higiênico em El Salvador, não apenas devido ao aumento da demanda interna, mas também da demanda regional, onde o país possui papel relevante na fabricação desse tipo de produtos.

produção de tissue

Segundo dados do BCR (Banco Central da Reserva), entre janeiro e junho deste ano, apesar da quarentena, as exportações do setor experimentaram uma tendência ascendente e já acumulam vendas de US$ 82,8 milhões, US$ 3,6 milhões a mais do que no mesmo período de 2019, quando atingiram US$ 79,2 milhões.

Paul Ekman, CEO da Alas Doradas, uma das fábricas de papel do país, disse que atribui o crescimento da demanda à incerteza criada nos primeiros dias da emergência de saúde, quando os consumidores queriam se preparar para abastecer suas casas. O papel higiênico tornou-se um ícone dessas compras por pânico, não apenas no país, mas em geral, no Hemisfério Ocidental.

Ekman explicou que esse comportamento fez com que a produção da empresa experimentasse um crescimento de 25% durante a quarentena e que o Alas Doradas projeta um avanço anual de 10% até o final do ano.

O principal portfólio da Golden Wings inclui papéis higiênicos, toalhas de papel e guardanapos. “Encanto é a principal marca de papel higiênico e Carmessí para toalhas de papel e guardanapos, marcas presentes em todos os países da região da América Central e parte do Caribe; ao mesmo tempo, com abordagens específicas em alguns países da América Central, as marcas Carezza e Eco $ são vendidas tanto para papel higiênico quanto para toalhas e guardanapos”, acrescentou.

MERCADO PASSA POR MUDANÇAS

Gonzalo Uribe, vice-presidente da região norte-americana de Kimberly-Clark, disse que o setor analisa as mudanças nos hábitos e comportamentos do consumidor, que ele descreveu como “significativos e derivados da crise que estamos enfrentando”.

Ele acrescentou que o comportamento de compra nos diferentes canais de distribuição está mudando. “É uma situação que analisamos para garantir que nossa oferta esteja continuamente disponível para os consumidores”, afirmou.

A Kimberly-Clark El Salvador emprega 1.250 funcionários em sua fábrica, localizada em Sitio del Niño, onde são produzidas as linhas Scott e Kleenex, que também são exportadas para a América Central e o Caribe.

Uribe explicou que a operação também acelerou a produção e priorizou a realocação de estoques, o que lhes permitiu manter o suprimento total do mercado salvadorenho em plena pandemia.

O executivo da multinacional enfatizou que a empresa precisava se adaptar rapidamente ao desafio da pandemia. Nesse sentido, foram implementados planos rigorosos para proteger a saúde de seus colaboradores em seus escritórios, plantas de produção e centros de distribuição e manter operações seguras.

“Atualmente, nosso trabalho está focado em atender a demanda de nossos produtos em tempo hábil, sendo essencial em todos os países em que operamos”, afirmou Uribe.

Ele ressaltou que a empresa trabalha em “adesão absoluta às medidas ditadas pelas autoridades de saúde para a contenção da Covid-19”, implementando uma aceleração da produção para manter o suprimento do mercado em uma base contínua.

RELEVÂNCIA NO SETOR

Em 2019, a exportação total de papel higiênico de El Salvador fechou com um valor de US$ 159,64 milhões. Em ordem de relevância, os principais destinos de produção são Guatemala, Honduras, Costa Rica, Nicarágua e Panamá.

Em 2019, a Guatemala foi o mercado com maior demanda, mas neste ano, de acordo com dados oficiais do primeiro semestre, essa posição vai para a Costa Rica, que já comprou US$ 22,68 milhões em papel higiênico.

Os dados estão em alta, apesar do fato de que, em maio, as disposições de imigração e saúde do governo da Costa Rica causaram problemas na fronteira com a Nicarágua e o comércio entre o norte e o sul do istmo entrou em colapso.

Uribe, da Kimberly Clark, acrescentou que, no contexto da pandemia da Covid-19, a empresa enfrentou diferentes desafios logísticos na América Central, mas que novas alternativas estão sendo constantemente avaliadas para minimizar o impacto no fornecimento de produtos essenciais.

Por sua vez, o diretor geral do Alas Doradas, explicou que a situação causou transtornos à operação. “Isso nos afetou muito, porque não podíamos entrar na Costa Rica e, portanto, nem no Panamá. Consequentemente, a falta de transporte e a chegada tardia de pedidos a esses países criaram uma quebra nos estoques nesses dois mercados. Além disso, tivemos que procurar opções alternativas, como o transporte marítimo, que aumentou os custos de transporte”, declarou Ekman.

SERVIÇO SOCIAL

As empresas participaram ativamente durante a emergência da Covid-19, implementando planos de responsabilidade social corporativa.

A Golden Wings fez doações de produtos para uso em centros de quarentena em todo o país, além de apoiar instituições e ONGs que levam ajuda comunitária com pacotes de alimentos.

Enquanto isso, a Kimberly-Clark trabalhou em parceria com o Banco de Alimentos para fornecer produtos essenciais. No caso de El Salvador, a Scott doou papel higiênico para cobrir as necessidades de higiene por um mês nos principais centros de quarentena do país. A doação foi feita por meio do Banco de Alimentos.

A multinacional doou US$ 8 milhões – o equivalente a produtos de higiene pessoal e ajuda monetária – para apoiar os esforços de recuperação do novo coronavírus em todo o mundo.

UM NEGÓCIO EM CRESCIMENTO

A produção de papel higiênico está aumentando. Entre 2015 e 2019, as vendas no exterior da produção local deste produto tiveram um aumento de US$ 45,65 milhões.

Isso também pode ser interessante 👇🏻

• Bela Toalha Professional comemora 19 anos de uma trajetória de sucesso
• Soldar, referência no segmento de correias para máquinas de tissue
• Talk Tissue com Lúcio Pinto, gerente comercial da Valfilm