fbpx
CeluloseNotícias

Ações da Suzano subiram 7,4% ainda sob efeito do acordo com Fibria

Bolsa cai pelo 5º dia com cautela antes de reuniões de bancos centrais

A Bolsa brasileira caiu nesta segunda-feira (19), pela quinta sessão seguida, refletindo preocupações com uma potencial guerra comercial global e com conflitos entre Reino Unido e Rússia. Os investidores também demonstraram cautela antes de reuniões dos bancos centrais de Brasil e EUA, na quarta (21).

Os temores de uma guerra comercial global se mantiveram nesta segunda, primeiro dia de encontro dos ministros de Finanças e presidentes de bancos centrais do G20, realizado em Buenos Aires, Argentina.

No dia 8 de março, o americano Donald Trump oficializou a imposição de uma tarifa de 25% sobre a importação do aço e de 10% sobre o alumínio, provocando fortes reações globais. No Brasil, as ações de siderúrgicas desabaram desde então a CSN tem queda de 8,7%; Usiminas perde 5,94%, Gerdau se desvaloriza 10,2% e Metalúrgica Gerdau cai 8,2%.

Nesta segunda, ministros de Finanças expressaram preocupação com a medida. “Eu estou seriamente preocupado que a fundação de nossa prosperidade —o livre-comércio— esteja em risco”, afirmou o ministro das Finanças alemão, Olaf Scholz, ao jornal Bild. “O protecionismo não é a resposta para as dificuldades de nosso tempo.”

O secretário de Tesouro americano, Steven Mnuchin, porém, insistiu na tese da administração Trump de “livre-comércio com termos recíprocos.”

Para o presidente do banco central japonês, Haruhiko Kuroda, “há um sólido entendimento na comunidade internacional que o livre-comércio é importante.”Alvaro Bandeira, economista-chefe da Modalmais, diz que as divergências sobre o rumo do comércio internacional mexeram com os mercados nesta sessão. “Há uma possibilidade de retaliação e de brigas na OMC [Organização Mundial do Comércio] entre Estados Unidos e Rússia que afetou as commodities”, diz.

Ele lembra, porém, que a proximidade das reuniões dos bancos centrais de Brasil e Estados Unidos na próxima quarta também contribuíram para a queda desta sessão. No Brasil, a expectativa é de um corte de 0,25 ponto percentual da taxa Selic, o que deixaria o juro básico em 6,5% ao ano. Nos EUA, a probabilidade de aumento da taxa de juros para a faixa entre 1,5% e 1,75% estava em 80% nesta segunda —outros 20% indicavam aperto ainda maior, o que deixaria o juro entre 1,75% e 2% ao ano.

Esse movimento provoca a valorização dos títulos de dívida americana e atrai dinheiro hoje aplicado em Bolsa ou em países emergentes, como o Brasil.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Baixe nosso e-book!

Conheça OS PRINCIPAIS fabricantes de papel tissue do Brasil e suas capacidades produtivas.

Este levantamento apresenta os principais fabricantes de papel tissue no Brasil em ranking definido por capacidade produtiva instalada.