Notícias Tissue no Brasil

Redução de custos da Kimberly Clark potencializa lucro no 4° semestre

No segmento de cuidados pessoais, a Kimberly-Clark obteve receita de US$ 2,3 bilhões

Kimberly-Clark

A Kimberly-Clark, multinacional americana do setor de consumo, reportou lucro líquido atribuível aos controladores de US$ 617 milhões no terceiro trimestre deste ano, crescimento de 22% considerando o mesmo período do ano passado. Em 2017, o lucro alcançou US$ 2,278 bilhões, avanço de 5% ante o ano anterior.

De outubro a dezembro, a dona das marcas Huggies, Scott, Kleenex, Intimus e Neve atingiu receita líquida de US$ 4,58 bilhões, incremento de 1% em base anual. O efeito cambial beneficiou as vendas em mais de 1% no trimestre. No consolidado do ano, a receita líquida ficou praticamente estável ante 2016, somando US$ 18,259 bilhões.

O diretor-presidente da Kimberly-Clark, Thomas Falk, afirmou em documento enviado ao mercado que a empresa conseguiu um crescimento na última linha do balanço mesmo em ambiente desafiador. “Registramos uma economia de custos histórica de US$ 450 milhões. Embora as condições do mercado continuem difíceis no curto prazo, planejamos resultados melhores em 2018”.

FULLBANNER.700.110

As vendas orgânicas da companhia caíram 1%. Na América do Norte, as vendas orgânicas caíram 3% nos produtos de consumo e aumentaram 1% na linha de produtos profissionais. Fora da América do Norte, as vendas orgânicas aumentaram 4% nos países emergentes, mas retraíram 3% nos mercados desenvolvidos.

No segmento de cuidados pessoais, a Kimberly-Clark obteve receita de US$ 2,3 bilhões, aumento de 1%, sendo que os volumes registraram expansão de 2%. Ainda nesta categoria, os países em desenvolvimento foram destaque ao colaborar com crescimento de 7% nas vendas e 4% em volume durante o quarto trimestre.

Além disso, a aquisição de fatia em uma joint venture na Índia beneficiou as vendas em 2% e as taxas de câmbio foram favoráveis em 1%. O aumento do volume foi impulsionado pelos ganhos na América Latina, principalmente na Argentina e no Brasil, e na Europa Oriental.

valor.com.br

LEIA TAMBÉM

Comente com Facebook

Comentários