Celulose Notícias

Fibria inicia testes com celulose no Projeto Horizonte 2

fibria

A segunda linha de produção de celulose da Fibria em Três Lagoas (MS), conta com duas Máquinas Extratoras, a 2 e 3, cada uma com capacidade de 3.060 toneladas de celulose/dia

fibriafabricatl1

A Fibria, empresa brasileira líder mundial na produção de celulose de eucalipto a partir de florestas plantadas, iniciou os testes e ajustes finais das máquinas extratoras de sua segunda linha de produção de celulose em Três Lagoas (MS).

O marco foi realizado com o início da operação da Máquina Extratora 2 e contou com a presença do presidente da empresa, Marcelo Castelli, do diretor de Projetos e Engenharia, Júlio Cunha, gerentes e coordenadores.

Nova etapa

As máquinas extratoras, localizadas na linha de Secagem (etapa final da produção), são responsáveis pelo processamento de celulose, transformando-a em “produto acabado”.  O início da operação dessa máquina é considerado um “divisor de águas”, pois só é possível uma vez que todos os equipamentos e instalações (mecânicas, elétricas, medições e controles) foram testados individualmente e estão prontos para os testes com celulose. Como a unidade ainda não está produzindo, os testes utilizam a celulose da fábrica em operação. Essa estratégia permite maior tempo para ajustes e correções, disponibilização dos equipamentos para consolidação dos treinamentos e interação das equipes operacionais e de manutenção, garantindo, assim, uma partida mais tranquila e segura.

banner incompany

Você sabia?

A segunda linha de produção de celulose da Fibria em Três Lagoas (MS), conta com duas Máquinas Extratoras, a 2 e 3, cada uma com capacidade de 3.060 toneladas de celulose/dia

jornaldiadia.com.br

Comente com Facebook

Comentários