Celulose Notícias

Fibria adquire novas máquinas de colheita, com alta tecnologia, e renova parte de sua frota

size_590_Suzano-590

O investimento também traz ganhos na redução do consumo de combustível e ergonomia.

size_590_Suzano-590

Até o final do primeiro semestre de 2014, a Fibria/MS renovará parte de sua frota de máquinas de colheita florestal. Entre os equipamentos, estão harvesters, que possuem a função de colher, descascar e traçar o eucalipto, e garras traçadoras, máquinas utilizadas no traçamento da madeira transportada do campo até a fábrica.

Segundo o gerente de colheita, Tomás Dandrea Balistiero, antes dos equipamentos serem adquiridos, uma equipe técnica, composta por profissionais da Fibria, analisaram todos os aspectos relacionados à performance do equipamento, entre elas a questão ergonômica das máquinas. “Verificamos o assento, encosto, vibração da máquina, vedação da cabine, entre outros aspectos que garantem mais segurança e conforto aos operadores”.

Por contarem com uma tecnologia avançada, após a entrega, os operadores serão treinados para a operação dos equipamentos. “Estas máquinas possuem alguns comandos novos, como sistema de informação mais avançado, layout dos componentes, entre outras características”, diz Balistiero.

Sobre a Fibria
Líder mundial na produção de celulose de eucalipto, a Fibria possui capacidade produtiva de 5,3 milhões de toneladas anuais de celulose, com fábricas localizadas em Três Lagoas (MS), Aracruz (ES), Jacareí (SP) e Eunápolis (BA), esta última onde mantém a Veracel em joint venture com a Stora Enso. Em sociedade com a Cenibra, opera o único porto brasileiro especializado em embarque de celulose, Portocel (Aracruz, ES). A Fibria mantém cerca de 17 mil trabalhadores, entre empregados próprios e terceiros permanentes, incluindo Portocel, e está presente em 255 municípios de seis Estados brasileiros.

jornalemdia

Comente com Facebook

Comentários